Muitos web designers acham que a otimização para sistema de buscas (ou SEO – Search Engine Optimization) é de responsabilidade do programador. Mas do mesmo jeito que o design precisa estar presente em todas as etapas do desenvolvimento de um produto, no web design não é diferente. Estas dicas simples podem ajudar o seu site a ter um ranking melhor no Google.

A página de abertura

A página inicial é provavelmente a parte mais importante de um site. De acordo com Jakob Nielsen, você tem aproximadamente 10 a 20 segundos para chamar a atenção de um usuário. O pior erro que você pode cometer é ter uma página inicial com uma imagem bacana (ou pior, animação em Flash) com um “clique aqui para acessar”. Isto pode tirar facilmente 5 segundos (assumindo que seu site demore em torno de um segundo para abrir) daquele prazo, te deixando com 4 a 14 segundos para prender a atenção do usuário na próxima página. E como alguns sites podem demorar até 10 segundos para carregar, você acaba perdendo o visitante.

E o que isto influencia no SEO?

O programa que vasculha as páginas da web para indexá-las em sites como Google e Bing (chamado de “spider”) não interpreta muito bem essas “páginas de entrada”. Ele assume que é na página inicial que você vai inserir as coisas mais importantes de um site. E se não tiver conteúdo nele, seu ranking cai facilmente. E lembre-se que o spider não é inteligente o suficiente para ler imagens, então se você tem apenas uma imagem escrita “clique aqui para acessar”, pode ter certeza que seu posicionamento vai ser muito inferior nas buscas comparadas com seu cliente.

AJAX / jQuery

Mas que infernos é AJAX? O pessoal do Código Fonte explica bem:

AJAX é carregar e renderizar uma página, utilizando recursos de scripts rodando pelo lado cliente, buscando e carregando dados em background sem a necessidade de reload da página.

Não, não esse tipo de Ajax.

Não, não esse tipo de Ajax.

Embora o spider hoje em dia seja bem avançado, o uso excessivo de JavaScript (que é a base do AJAX e jQuery) especialmente para navegar pode atrapalhar. Existem soluções que são SEO friendly (amigáveis com sistemas de busca), mas precisam ser bem pensados e testados antes.

Evite o “clique aqui”

Seja mais informativo ao fazer um link. Em vez de escrever “Tem um eBook muito bacana sobre HTML5 (clique aqui)”, prefira descrever ele melhor: “O eBook ‘HTML5 em 15 minutos’ é de download gratuito“. Assim, o spider relaciona as palavras-chave “HTML5” e “download gratuito” com o seu link, melhorando seu posicionamento por estas palavras.

Use palavras-chaves

Pode até parecer de responsabilidade do pessoal de criação de conteúdo, mas é o designer que precisa se preocupar em inserir palavras-chaves relacionadas ao site no layout dele. Veja o caso do Design Blog: no layout do blog, você vai encontrar essa palavra várias vezes. Não é a toa que se você procurar apenas por “Blog de design”, nós estaremos na primeira página dos buscadores.

Estas dicas podem parecer simples, mas são dicas que muitos web designers esquecem e que influenciam no posicionamento do site nos mecanismos de busca.

Você tem alguma dica que esquecemos de mencionar? Deixe seu comentário!

Gostou? Compartilhe!

Comentários fechados