Acho importante começar este artigo informando que este é um artigo sarcástico. Pelo amor das coisas que você ama, não vá me levar este artigo literalmente – ou pior, falar para o seu cliente essas coisas. Estamos combinados? Ótimo.

Dinheiro

Dinheiro pra quê?

Quem nunca recebeu uma promessa de um cliente deste tipo:

  • “Eu não tenho dinheiro agora, mas todos nós vamos lucrar muito no futuro!”
  • “Se você fizer isto de graça pra mim agora, posso considerar te contratar como meu designer!”
  • “Conheço um estudante de arte que faria isto de graça pra mim”
  • “Essa vai ser uma grande oportunidade para adicionar um trabalho fantástico ao seu portfólio!”
  • “Se meu cliente gostar do seu design, posso te pagar uma graninha legal”
  • “Vou te pagar, mas depende da qualidade do projeto entregue”
  • “Eu tenho muitos amigos ricos / conheço muitas empresas grandes. Eles vão ver seu trabalho e vão te contratar!”
  • “Sou amigo do seu tio. Não ganho um desconto familiar?”

Todo o dia, milhares de designers recebem esse tipo de proposta de clientes. E todo dia, queremos trucidar esse tipo de cliente. “Trabalhar de graça? Mas é claro! Eu A-DO-RA-RIA!” é geralmente a resposta que damos, recheado de sarcasmo.

Então, resolvendo ajudar, vou compilar uma lista das “propostas” mais comuns e as melhores respostas que você pode dar para aquele cliente que acha que você não tem coisa melhor a fazer mesmo.

Cliente: “Eu não tenho dinheiro agora, mas todos nós vamos lucrar muito no futuro!
Você: “Então…eu viajei para o futuro estes dias. Infelizmente, eles não usam mais dinheiro. A moeda foi substituída pela cabra. Neste caso, que tal você me prometer 15 cabras? Aí podemos fechar negócio.”

Cliente: “Se você fizer isto de graça pra mim agora, posso considerar te contratar como meu designer!
Você: “Ah…achei que você poderia considerar me contratar para ser outra coisa *piscadinha*”

Cliente: “Conheço um estudante de design que faria isto de graça pra mim
Você: “Espero que estes estudantes de hoje não sejam como eu. Se forem, é bom você conversar com eles antes da dose diária de crack que a gente geralmente fuma”

Cliente: “Essa vai ser uma grande oportunidade para adicionar um trabalho fantástico ao seu portfólio!
Você: “Na verdade, eu estava querendo uma grande oportunidade sexual!”

Cliente: “Se meu cliente gostar do seu design, posso te pagar uma graninha legal
Você: “Perfeito! Espero que seja o suficiente para comprar os meus remédios anti-psicóticos, pois estarei precisando deles em breve…MUITO em breve” (comece a ter alguns tiques)

Cliente: “Vou te pagar, mas depende da qualidade do projeto entregue
Você: “Se for má qualidade, eu recebo alguns tapinhas por ter sido um mau garoto?” (morda seu lábio sensualmente)

Cliente: “Eu tenho muitos amigos ricos / conheço muitas empresas grandes. Eles vão ver seu trabalho e vão te contratar!
Você: “Espero que me contratem como escravo sexual”

Cliente: “Sou amigo do seu tio. Não ganho um desconto familiar?
Você: “Desde que você não seja um ofensor sexual como ele, podemos ver”

Se isto não funcionar e o cliente quiser trabalho grátis, ainda existe uma última saída que provavelmente vai matar o cliente do coração (mas super vai valer a pena só de ver a cara dele!):

“Sr./Sr.a (nome do cliente),
Na verdade, eu sou um agente da Receita Federal fazendo uma investigação da sua empresa. Recebemos relatos de que em várias ocasiões você recebeu trabalho gratuitos sem declarar o devido imposto sobre serviços. Isto é uma ofensa criminal e estamos formalmente acusando você de evasão fiscal e em breve você deverá receber uma intimação judicial para liberar todos os registros financeiros da sua empresa. Por favor informe aos seus funcionários que eles devem partir imediatamente, irem pra casa e trancarem as suas portas.”

Segurança

Sorria, Sr. Você está sendo preso.

Se possível, filme o desespero (e conseqüente suicídio) do seu cliente e depois jogue no YouTube. Será hilário!

Baseado no artigo de Speider Schneider
Gostou? Compartilhe!

Comentários fechados