Meu primeiro artigo publicado aqui no Design Blog dava algumas dicas de como pensar fora da caixa, ou seja, estimular a criatividade. Porém nesse artigo de agora eu explico cada dica de forma mais detalhada e comentando mais sobre as minhas experiências.

Dentre os artigos que escrevi, o intitulado “Criatividade – Como pensar fora da caixa” foi o mais “curtido” pelos leitores do blog (entre os meus artigos), eu até fiquei surpreso ao descobrir essa estatística, afinal de contas ele havia sido meu primeiro artigo para um blog e acabou ficando um pouco curto para um tema que poderia ser melhor explorado.

Sendo assim segue agora uma revisão com mais detalhes de cada uma das dicas que eu listei no primeiro artigo.

Businessman with Box on Head

Como designer sempre queremos encontrar a solução mais criativa para um determinado projeto, seja ele de produto, gráfico, web, etc. Salvo em algumas situações em que o tempo (e as contas) são nossos maiores rivais).

A criatividade parece que nem sempre está à porta lhe oferecendo uma solução criativa para o projeto, porém algumas ações podem ajudar bastante na eterna busca do designer pela inovação e de libertação da mesmice que chamamos de “caixa”.

Anote tudo

Se você é um designer e não possui ao seu alcance um caderno para anotações saiba que está perdendo muitas ideias criativas que passam diante de seus olhos diariamente.

As ideias criativas não tem hora nem local pra chegar, a criatividade é mais fácil de ser obtida por uma mente que está em alerta e pronta para registrar as ideias.

Close-up of teenage girl's hand writing in notebook

Utilize um caderno para anotar as ideias que você tem durante o seu dia, faça esboços em desenho, enfim, crie o habito de registrar as ideias que costumam vir a sua mente mesmo que a princípio elas não pareçam ser tão criativas

Faça associações

Essa, em minha opinião, é a melhor maneira de se obter soluções criativas: juntar dois elementos de universos completamente distintos para se obter um novo.

Muitas ideias criativas surgiram da união de duas coisas que aparentemente não tem nenhuma relação. Em outro artigo que postei aqui no blog eu mencionei um projeto chamado Hulawasher que faz a incrível junção entre um bambolê e uma máquina de lavar.

Esse é um ótimo exemplo de assossiação de dois produtos para a criação de outro, é um exercício um pouco difícil mas se você conseguir fazer isso estará bem próximo de uma solução inovadora.

Mantenha-se informado

Informação é a matéria prima da criatividade. Esteja conectado a sites de informação relevante e variada, leia livros dos mais diversos assuntos e não apenas aqueles relacionados ao design. Essa prática irá permitir ao seu cérebro fazer com que essas informações possam ser utilizadas como referências em seus projetos.

Young Woman Relaxing with a Book on a Sunny Sofa

Tudo o que criamos em nossos projetos nada mais são do que representações de experiências ja vividas como coisas que você viu, músicas que escutou ou lugares que visitou.

Quando eu digo “buscar informação” eu não me refiro apenas a ficar na frente de um computador navegando na internet, eu já falei sobre isso no meu artigo “Uma nova Matrix?“. recomendo principalmente sair da rotina, experimentar coisas novas, como você deseja obter um resultado diferente se sempre faz as mesmas coisas?

1% de inspiração e 99% de transpiração

Essa frase significa que a inspiração, aquele “start” que te leva desenfreadamente a criar uma solução para o projeto, é apenas uma pequena parte do processo de criação e que o principal é a transpiração, ou seja, o suor, o trabalho que deve ser realizado até a chegada a uma solução criativa.

Quantas horas você dedicou sobre a prancheta esboçando novos modelos para o projeto em busca da melhor solução?

Coworkers working on digital graphics

Sobre isso eu gosto de fazer a seguinte comparação: imagine o seu cérebro como sendo uma caixa onde estão guardadas milhares de bolinhas vermelhas que representam as suas ideias comuns , nessa mesma caixa possui uma bolinha branca que representa uma ideia inovadora, agora imagine que você deva colocar a mão dentro da caixa tentando encontrar a bolinha branca (a ideia inovadora), na maioria das vezes você irá pegar as bolinhas vermelhas (ideias comuns), o ato de colocar a mão dentro da caixa para tirar uma bolinha representam os esboços, as tentativas, as experimentações, etc.

Ou seja, quanto mais vezes você colocar a mão dentro da caixa e tirar uma bolinha mais aumentam as suas chances de pegar a bolinha branca, ou seja, a ideia inovadora.

Red plastic pellets

Essas dicas que acabei de citar sempre dão certo comigo, a criatividade pode ser trabalhada, exercitada e até mesmo desenvolvida, ao pôr em prática essas atitudes você perceberá uma evolução na sua capacidade de gerar soluções criativas e isso influenciará positivamente em seus projetos.

Agora dê a sua contribuição para esse artigo nos dizendo nos comentários o que você costuma fazer para gerar soluções criativas em seus projetos? Já utilizou algumas das técnicas mencionadas? Compartilhe com a gente a sua experiência ou opinião sobre o artigo.

Gostou? Compartilhe!

Comentários fechados