Quando eu era pequeno, participei de uma peça de teatro no meu colégio. Meu papel era simples: ser um leão de circo cuja única fala era “Trabalhar de graça é fogo!”. Essa frase ainda carrego comigo na memória até hoje, e não foi até ler um outro artigo que pensei em escrever meu próprio: quando que trabalhar de graça pode ser bom?

Eu sei que sempre defendo os designers como profissionais que devem ser pagos justamente de acordo com o seu trabalho, assim como sempre condenei empresas e pessoas que querem designers trabalhando de graça. Mas de vez em quando, trabalhar de graça pode ser algo bom para sua carreira. Antes de me xingar, leia o texto por inteiro.

1. Você acaba de se formar e seu portfólio está vazio

Trabalhar de graça pode ser algo bom para sua carreiraHá várias organizações não-governamentais ou sem fins lucrativos que precisam espalhar sua mensagem na web, ou até mesmo precisam de alguém para criar peças gráficas. Tirando algumas horas do seu dia-a-dia para ajudar eles pode inclusive fazer sentir-se bem. Se você realmente se entregar ao projeto, pode acabar fazendo algo muito bom que pode ser incluso no seu portfólio e com isso obter novos jobs que pagam.

2. Ações sociais melhoram sua imagem

Muitas empresas sempre demonstram-se preocupadas com o bem social. Não é por menos: é uma ótima forma de publicidade, pois além de te dar uma imagem de “profissional que não trabalha apenas pelo dinheiro” a organização que recebeu o serviço ainda tem grandes chances de recomendar os seus serviços a muitas pessoas.

3. Você pode experimentar

Um jeito de fazer isto é de entrar em contato com empresas com sites bem padrões e previsíveis e oferecer idéias totalmente diferentes. Você pode fazer isso de graça já que muitas torcem o nariz para coisas muito diferentes. Experimente novas técnicas, novos estilos, novas combinações, etc.

myspace

4. Você tem a chance de treinar

Você quer melhorar sua habilidade para criar sites em CSS? Quer testar suas técnicas de edição de imagens? Treine com projetos gratuitos! Se não der certo, tudo bem. O cliente não perdeu dinheiro e você teve a oportunidade para treinar. Pra você, “prática traz perfeição” e para o cliente “cavalo dado, não se olha os dentes”.

5. Oportunidade de sair de casa

Ajudar em projetos sociais não necessariamente quer dizer que você precisa ficar na frente do computador, desenvolvendo sites ou criando folders. É uma oportunidade para ajudar de verdade. Ajude a reformar uma creche, fazer sopão aos pobres, dar aulas de inclusão digital. Procure as organizações que cuidam destas coisas na sua cidade.

Não importa realmente o que você for fazer, o importante é espalhar seu nome por aí e de quebra melhorar sua imagem. Só não deixe as pessoas tirar vantagem de você: como todo profissional, ainda existem contas a serem pagas e empresas de telefonia, luz e água não são reconhecidos por fazerem “trabalhos de graça”. Quem sabe no futuro haverá isenção de taxas assim para quem fazer trabalhos sociais.

Até lá, alguns serviços gratuitos não vão te machucar e podem fazer milagres pra sua imagem.

E você, leitor: já fez algum trabalho de graça? Para quem? Deu algum retorno mais tarde?

Gostou? Compartilhe!

Comentários fechados