Re-postagem do antigo artigo sobre tipos de papel (que eu devo ter perdido). Vou explicar um pouco sobre os tipos de papéis mais populares e suas características principais.

Em caso de dúvidas quanto a que tipos de papéis utilizar em determinados trabalhos, sugiro que verifique diretamente com uma papelaria especializada (não estas de esquina, pois eles geralmente não sabem nada).

    • Acetinado – melhor impressão de tipos e ilustração.
    • Apergaminhado – qualidade superior, imita o pergaminho.
    • Bouffant – leve, fofo e áspero, utilizado para impressões de livros.
    • Bristol – cartão de boa qualidade, utilizado para cartões de visita, convites, etc.
    • Bíblia – ou também Papel-da-Índia, opaco, extremamente fino e resistente, utilizado em bíblias e obras muito grandes para diminuir o volume
    • Super Bond – semelhante ao apergaminhado, produzido em azul, verde, rosa, canário e outro. Usado para escrita, envelopes, segunda via de talão e encartes.
    • Couchê gessado – papel brilhante muito próprio para impressão de textos, apesar de ser muito lúcido e incomodar a visão.
    • Couchê mate – ou couchê fosco, um pouco mais barato que o comum e com menos brilho, facilitando a leitura.
    • Couchê monolúcido – possui acabamento gessado em apenas uma das faces, com a outra fosca. Utilizando em cartazes.
    • Offset – junto com o couchê é o mais utilizado, texturas fosca, uso freqüente em livros.
    • Monolúcidos – liso em apenas uma das faces, muito utilizados em cartazes e em folhetos de uma só face.
    • Jornal – papel de baixa qualidade, deve ser usado em apenas rotativas de jornal.
    • Imprensa – é um papel jornal melhorado, apresenta alguns problemas na impressão em policromia, mais utilizado em folhetos de baixíssimo custo.
    • Kraft – muito resistente, usado para embrulhos e sacos (exemplo: embalagem de Sucrilhos).
    • Vergé – textura fosca com uma trama formada por pequenos sulcos, branco ou cores pastéis. Causa sobriedade e diferenciação ao projeto, mas é muito utilizado
    • H.D. (Heavy Duty) – possui certo grau de resistência à tração. Utilizado para embrulhos, confetes, serpentinas, etc.
    • Seda – papel macio utilizado em guardanapos e revestimento de produtos durante o empacotamento.
    • Papel-da-China – fabricado com a casca do bambu, aspecto sujo, mas macio e brilhante, usado em tiragem de gravuras.
    • Papel japonês – ou papel-de-arroz, branco ou pouco amarelado, sedoso, espesso, transparente, frágil, utilizado em gravuras.
    • Pergaminho – faz lembrar o pergaminho, frequentemente utilizado para capas de volumes.
    • “Papel Moeda” – É uma amálgama de papéis diferentes. Ou seja, são papéis diferentes que são combinadas para fazer um só (neste caso, para fazer o papel usado no dinheiro). E, antes que você pergunte, esse tipo de papel você não encontra em lugar nenhum para comprar. Os motivos são óbvios.

Original: por Kryscia Dinon

Aprenda mais sobre tipos de papel e design:

Gostou? Compartilhe!

Comentários fechados