Muitos designers sempre tentam incluir um ícone do que a empresa produz no logo que eles criam. Mas basta dar uma olhada nos logos de maior sucesso para ver que isto nem sempre é o ideal.

Vejamos o caso da Apple: eles não tem um mouse, teclado ou monitor no logo deles. É uma maçã. O da Nike não é um tênis ou um ícone relacionado aos esportes, é o famoso “swoosh”. O mesmo vale para o logo do Tiger Woods e por aí vai.

Logos

Apple, Nike e Tiger Woods.

Só por que você pode incluir um símbolo de dente em um logo de dentista, não quer dizer que você deve. Claro que cada caso é um caso – em países mais pobres ou locais com alto índice de analfabetismo, talvez o caminho ideal seja justamente o contrário.

Só porque é relevante, não significa que você não pode fazer melhor com um design que não descreve o produto ou serviço que o cliente fornece.” – David Airey (fonte)

Você concorda que o logo não precisa simbolizar algo que a empresa faz ou que produz? Como que você cria os ícones pros seus logos?

Gostou? Compartilhe!

Comentários fechados