Em 1957, Max Miedinger criou a família tipográfica chamada Neue Haas Grotesk, que foi comprada por Eduard Hoffman para a empresa Haas’sche Schriftgiesserei de Münchenstein, Suíça. Não foi até 1960 que a fonte foi renomeada para refletir o nome do país em latim – Helvetica. Espalhado como um símbolo de tecnologia-de-ponta suíça, Helvetica se tornou reconhecida mundialmente.

O objetivo da tipografia conhecida hoje com Helvetica, era de criar um tipo claro, sem significados culturais, de fácil legibilidade e que pudesse ser usado em diferentes tipos de suporte: desde sinais de trânsito até impressos em papel.

Helvetica é uma das fontes sem-serifa mais usadas no mundo. Existem versões para línguas derivadas do latim, cirílico, hebreu e grego além de versões especiais para hindu, urdu, khmer e vietnamita. Variantes dos sistemas de escrita baseado em caractéres incluem chinês, japonês e koreano foram desenvolvidos para complementar a Helvetica.

Entre as empresas mais famosas que usam Helvetica nas suas marcas incluem a 3M, American Airlines, a rede de jornalismo BBC News, Boeing, Jeep, linhas aéreas Lufthanse, Microsoft, Panasonic e muitos outros. A fonte está até impressa nos ônibus espaciais da Nasa, além de ter seu próprio filme.

Aplicações da fonte Helvetica

Em 1982, Robin Nicholas e Patricia Saunders, da Monotype Typography, criaram a Sonora Sans Serif, que acabou sendo renomeado para Arial quando a Microsoft passou a distribuí-lo com o Windows 3.1 em 1992. Existe muita controvérsia quanto a esta fonte, pois muitos dizem que é uma cópia quase igual da fonte Helvetica.

Entre as similaridades, nota-se que ambas tem uma largura muito próxima. O jeito mais fácil de distinguir uma fonte da outra é observando as letras em caixa-alta C, G e R, assim como as em caixa-baixa a, e, r e t.

Como diferenciar Helvetica de Arial

Com mais de 50 anos de existência, é seguro dizer que Helvetica é a fonte mais popular do mundo.

Faça o download de diferentes pesos da Helvetica (Bold, Condensed, Light, etc) aqui.

Referências: “How to spot Arial“, “Fontes: conheça 10 alternativas originais para a Arial e a Helvetica

Gostou? Compartilhe!

Participe da discussão!


26 respostas para “Helvetica – a fonte mais famosa”

  1. Ana Martins disse:

    Muito bom o post! Sou apaixonada por fontes e a Helvetica mora no meu coração. Tenho mais predileção por fontes sem serifa.

  2. Matheus disse:

    Ótimo post mesmo Canha.

    Sou doido por Helvetica, minha namorada quem diga.
    Estamos bem tranquilos conversando andando pela rua, vendo tv.. derrepente me deparo com ela e solto no meio da conversa: “olha só, lá tá a Helvetica… tudo fica massa com ela”.. ela só faz tipo “WTF?? O_o”.. fica pu%$. haha

  3. Jhonny Rotten disse:

    Muito bom mesmo saber as história que rondam e usmos me nosso dia-a-dia

  4. Mandou bem Canha! Na edição 16 da abcDesign o nosso colunista do “PF à la carte”, Zeh Henrique Rodrigues, comenta ter visto um cara na rua usando uma camiseta “Eu odeio Helvetica”. Ele defende a famosa fonte e termina dizendo que o cidadão deveria usar uma camiseta “Eu me odeio”. :D

  5. Magalhães disse:

    Eu tenho autográfo do Helvetica, gente boa ela.

  6. Guga Detoni disse:

    Hmm
    concordo em partes, minha fonte predileta tem sido a

    Trebuchet MS, já faz algum tempo.

    Gostosa de se ler. Alias a Maldita Palavra é em cima dela.

  7. Marcel disse:

    Acho que de tanto ver a Arial na minha frente e ela ser absurdamente parecida com Helvetica mesmo não vejo tanta graça nela, também gosto da Trebuchet MS, mas pra mim tem características diferentes, é mais ornamentada que a Helvetica, não acho que pegaria bem como a Helvetica em tantos suportes diferentes.

  8. Guga Detoni disse:

    –> Marcel

    Se penso que realmente a Helvetica para comunicação visual é extremamente interessante, aliás.. rss após esta reportagem comecei a olhar ela com outros olhos.

    Me referi a Trebuchet MS, para design de internet, com oq mais trabalho

    [ ]s

  9. gabi disse:

    A Helvetica é tão legível e bem feita quanto é sem graça. Admiro todas as suas proporções impecáveis, mas convenhamos, já foi a época de deixar tudo organizadinho e bem limpinho.

  10. Felipe disse:

    Desculpas companheira! mas nunca vai sair de moda, ‘deixar tudo organizadinho e bem limpinho’, afinal quem não gosta de limpeza…

  11. […] A família tipográfica Helvetica foi criada por Max Miedinger em 1957 para a tipografia suíça Haas’sche Schriftgießerei. Já escrevi sobre ela no artigo “Helvetica – a fonte mais famosa“. […]

  12. Olá, tudo bem? Meu comentário não é sobre a Helvética mas é sobre tipografia também, então acho que posso perguntar aqui mesmo: por que todo mundo odeia a Comic Sans? De verdade, até hoje eu não entendi…Será que dá pra fazer um post sobre isso?

    Beijinhos

    • Fernando VR disse:

      Comic Sans como o próprio nome ja diz é uma fonte usada em quadrinhos HQ, o problema q muita gente sem noção nenhuma de design, utiliza essa fonte em qualquer coisa, achando q por ela ser toda bonitinha, redondinha, engraçadinha e cheia de curvas ficaria legal. Acham que ficaria bonito num titulo ou até num texto, mas não percebem que acaba ficando uma poluição visual.

      Cada fonte tem sua finalidade, precisa saber usar para não tranformar uma idéia legal num tremendo fracaço.

  13. BRUNNO AMARAL disse:

    Ha tempo uso Helvetica, tbm acho perfeito os traços da fonte.
    Valew.
    Brunno Amaral
    Campo Grande – MS

  14. fernanda disse:

    Mais popular, entre os designers. tks, God!

  15. Jess Block disse:

    Hey!

    Um amigo achou esse seu post sobre a Helvetica e achei que seria bacana te convidar pra se juntar ao nosso clube (www.helveticafriends.ning.com). A idéia é aumentar a rede de discussão sobre áreas do design e seria ótimo mais uma cara (e um cérebro XD~) por lá.

    ;-)

  16. josé disse:

    um lixo

  17. Bruno disse:

    PARABÉNS

    Esse post e muito util chega ser ate cultural

    Obrigado

  18. Caio Amaral disse:

    Enfim conheci a tão famosa tipografia “Helvética”, meus professores praticamente a idolatram rs
    Excelente post Felipe, esta de parabéns!

  19. Flavioartes3d disse:

    Por Favor se alguem poder me ajudar agradeço , preciso destas fontes 
    ExpresswayLightExpresswayLight-ItalicExpressway-BoldExpresswayExtraBoldExpresswayExpresswayCondensed-BoldExpresswayCondensedLight

  20. Matéria interessante, me esclareceu muita coisa.

  21. Sotnas disse:

    Helvetica para a tipografia e como a bússola para a navegação!

  22. […] A família tipográfica Helvetica foi criada por Max Miedinger em 1957 para a tipografia suíça Haas’sche Schriftgießerei. Já escrevi sobre ela no artigo “Helvetica – a fonte mais famosa“. […]

  23. […] Fonte: Design.blog.br var addthis_config = {"data_track_clickback":true,"data_track_addressbar":false,"data_track_textcopy":false}; (function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "//connect.facebook.net/pt_BR/all.js#xfbml=1&appId=209842002388220"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk')); new TWTR.Widget({ version: 2, type: 'profile', rpp: 4, interval: 30000, width: 226, height: 300, theme: { shell: { background: '#333333', color: '#ffffff' }, tweets: { background: '#000000', color: '#ffffff', links: '#4aed05' } }, features: { scrollbar: true, loop: false, live: true, behavior: 'all' } }).render().setUser('_twdesign').start(); […]

  24. andressa disse:

    mt bom este blog,vou recomenda pro meus amigos…………valeuuuuuuu

Deixe uma resposta